Pesquisar neste blogue

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Eu gosto de...



  • Livros! 

Quase um vício, quase uma essência!  Algo que gosto de sentir nas mãos, de cheirar, de adquirir! Não há nada como andar com um livro atrás, ver um sobre a mesinha de cabeceira. Para quem gosta de ler, nenhuma tecnologia substitui este prazer.



  • Cadernos/Blocos de notas. 

Há tantos e tão giros... De vários aspectos, tamanhos, preços e formatos. E para quem gosta de escrever e de apontar tudo, tem que andar sempre com um atrás. Por mais tecnologias que inventem para nos facilitarem a vida, não há nada como o papel.





  • Caixas
Para quem gosta de guardar recordações, e tem uma séria dificuldade em se desfazer das coisas, como eu, tem que ter onde guardar as coisas. E se for de uma forma organizada, melhor. E as caixas, e caixinhas servem para isso mesmo!



  • Peluches
Eles são fofinhos e super giros, e quando se dorme sozinho é sempre uma boa companhia.




  • Bonecas de porcelana
Confesso que já gostei mais, mas é algo que me faz lembrar a minha infância. Eu dei cabos de caso todas as que tinha, porque a minha mãe disse para as lavar, e eu agarrei nelas e enfiei-as na banheira. Desastre total, como podem imaginar. Poucas sobreviveram. E havia algumas tão giras...




  • Globos de neve
Adorava estas coisinhas! Mas alguém em fez perder, um bocado, o encanto por elas. Mas, mesmo assim, continuo a gostar bastante de globos de neve, estas bolinhas que me fazem viajar para a fantasia.





  • Música
Faz-nos ficar tristes, faz-nos ficar enérgicos, faz-nos companhia, faz-nos recordar, faz-nos sonhar, faz-nos sentir... É algo mágico, inexplicável e adorável!



  • Dançar
Sozinha, ou com companhia. Em público só com pessoas que sejam tão malucas quanto eu!
Adorava saber dançar decentemente, aprender danças de salão, mas sou como a maioria dos mortais que apenas sabe abanar o corpo ao ritmo da música.
E as festas da minha família nunca seriam a mesma coisa se não houvesse música. A música anima qualquer espaço, qualquer festa. E como é agradável juntar uma família de malucos numa pista de dança... Ou uma simples dança a dois.


  • Telemóvel
Quem é que hoje em dia vive sem telemóvel? Eu não. Faz-me muita falta, e dá-me muito jeito.




  • PC
Para navegar na internet, para comunicar, para entreter. Andar pelas redes sociais, escrever no blogue, ver filmes e series, pesquisar, ouvir música, ler... Matar o tempo naqueles dias mortos sem nada para fazer.




  • Mochos, gatos, cães, pandas, corujas,...
Gosto de animais. Já tive 2 cães, 3 gatos, uma coruja a sobrevoar o sótão, mochos a fazerem-me ninhos no telhado, e os pandas são tão giros e fofos... Dão vontade de abraçar!
E os mochos é aquele símbolo especial. Símbolo de sabedoria, de cultura, de gostar de ler...


  • Agendas
Comecei a comprá-las por necessidade, para a escola, para marcar os trabalhos e testes, e depois tornei aquilo essencial! Ajuda-me a organizar o dia, o tempo, a não me esquecer das coisas, e a mais tarde recordar coisas passadas. 
E deixo-vos a imagem da primeira agenda que tive que realmente teve uso, e que mais gostei. Nunca mais encontrei uma como ela... Mas continuo à procura.



  • Barcos em miniatura
É algo giro de ver em cima dos móveis. Deram-me um ou outro quando era pequena, e gosto de ver. O trabalho que não deve dar fazer aquilo... A paciência, a delicadeza, a dedicação...






E assim ficaram a conhecer mais um pouquinho de mim. Há mais coisas, algumas que neste momento nem me estou a recordar, mas são coisas menos relevantes.

Esta foi a minha tentativa de voltar ao que era o blogue. Estava a tornar-se muito "comentário sobre livros". Mas tenho andado sem vontade para escrever. Ou, pelo menos, sem vontade de escrever e partilhar, porque a escrever continuo, mas só para mim.
Também não tenho andado com uma vida propriamente animada, que dê vontade para partilhar.
Mas vamos ver se as coisas mudam, e se isto volta ao que era.


M.



Sem comentários: